Techie

Ferramenta para checar se dados pessoais vazaram na web


O instituto alemão Hasso-Plattner-Institut liberou um estudo em que analisaram um bilhão de contas online e concluíram que 20% das pessoas usam a mesma senha em vários serviços diferentes e 27% usam senhas quase idênticas. Isso é um problema grave pois se a pessoa tiver os dados comprometidos em um serviço, o hacker terá acesso fácil a todas as outras contas desta pessoa. Com tantos serviços sendo hackeados na web é muito importante saber se seus dados foram roubados em algum deles. Confira agora a ferramenta HPI Identity Leak Checker para checar se dados pessoais vazaram na web.

Ferramenta para checar se dados pessoais vazaram na web

Usando a ferramenta

Comece acessando a ferramenta pelo link https://sec.hpi.de/leak-checker/. Na página que abrir é só digitar seu email no campo “Please, enter your email address here” (1) e clicar em “Check email address” (2).

Ferramenta para checar se dados pessoais vazaram na web

Ferramenta para checar se dados pessoais vazaram na web

Em alguns minutos (no meu caso foram segundos) você receberá o email deles falando se houve comprometimento dos dados ou não.

Resultados da análise

Se houve compromentimento dos dados o email você receberá um email com a mensagem em vermelho “Atenção: Seu email xxxx@xxxx.com aparece em, pelo menos, um banco de dados roubado e publicado ilegalmente (o chamado vazamento de identidade). As seguintes informações confidenciais foram encontradas livremente na internet conectadas ao seu email:“.

email HPI sobre vazamento de dados

No meu caso a senha e alguns dados foram roubados nos vazamentos que ocorreram nos sites Adobe.com, Dropbox.com e Last.fm, como mostra o email acima. Quando a “Password” aparece como “Affected” é por que a senha também foi roubada.

No email eles recomendam que a pessoa modifique imediatamente a senha nos serviços afetados e nos outros serviços que, por acaso, tenha usado a mesma senha.

Informações extras

Se seu email não tiver sido comprometido o email do instituto virá com a mensagem em verde “Parabéns: Seu email xxxxx@xxxx.com não aparece em nosso banco de dados. Mas isso não é garantia de que nenhuma informação pessoal sua não vazou na web“.

Se você também teve dados vazados modifique imediatamente sua senha e, se possível, ative a verificação em duas etapas. Com a verificação em dois passos ativada, mesmo que sua senha seja roubada, a pessoa não consegue acessar a conta pois é preciso usar o código de segurança que é enviado por SMS ou gerado por aplicativo gerador de códigos.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Seja o primeiro a comentar!