Saúde e Beleza

Sintomas e sequelas do AVC

O AVC (Acidente Vascular Cerebral) pode ser de duas formas: isquêmico ou hemorrágico. Quando acontece um AVC isquêmico, é porque houve a obstrução de uma artéria, impedindo assim a passagem de oxigênio e sangue para as células do cérebro. Já o AVC hemorrágico acontece quando há um rompimento de vaso sanguíneo. Veja agora os principais sintomas e sequelas do AVC? Quais fatores de risco e como tratar.


Sintomas e sequelas do AVC

Quais os principais fatores de risco para o AVC?

Estão mais sujeitas a sofrerem um AVC pessoas que sofrem de hipertensão (pressão alta) ou que possuem doenças cardiovasculares. Também estão sujeitas os portadores de diabetes, pessoas em idade avançada, fumantes, uso excessivo de álcool, obesidade e colesterol alto.

Quais os principais sintomas de um AVC?

Os principais sintomas são caracterizados por dores de cabeça muito fortes, em níveis quase insuportáveis, perda de força em um dos lados do corpo, confusão mental e na fala, alterações visuais, dormência no rosto, mãos e pernas, episódios de sonolência ou coma.

Sintomas e sequelas do AVC

Sintomas e sequelas do AVC

É importante frisar que ao qualquer manifestação de um sintoma de AVC, deve-se procurar atendimento médico imediatamente. O quanto antes o paciente receber os primeiros atendimentos, maior a chance de sobrevivência e menor a chance de desenvolvimento de sequelas graves.

Sequelas e tratamento do AVC

As principais sequelas de um AVC podem ser paralisias, perda da comunicação, dificuldade em expressar-se através de gestos, problemas de memória e visão, lesões no cérebro, depressão, mudanças de comportamento, dentre outros. O tratamento básico para o AVC consiste em fisioterapia e monitoramento do paciente.

Por isso, quem sobreviveu a um AVC deve tomar algumas precauções durante a recuperação como não fumar ou permitir que pessoas fumem perto do doente, ficar dentro do peso ideal, praticar exercícios físicos ou fisioterapia dentro das condições do paciente, manter uma dieta equilibrada, evitar álcool e outras recomendações do médico.

Lembre-se, o AVC é uma doença que pode chegar devagar. Por isso, ao sinal de qualquer sintoma, não hesite em procurar ajuda médica.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Seja o primeiro a comentar!