Qual a diferença entre MDP e MDF


Qual a diferença entre MDP e MDF? Atualmente os móveis estão sendo construídos de MDP e MDF, mas qual o melhor entre eles? Tem alguma diferença significativa? Como eles são feitos e qual a durabilidade de MDP e MDF? Responderemos estas perguntas a seguir, para você se decidir qual escolher para seu guarda roupa e outro móvel que queira comprar.

Diferença entre MDP e MDF

A sigla MDP siginifica Medium Density Particleboard ou em português Painel de Partículas de Média Densidade. Já o MDF significa Medium Density Fiberboard que em português é Painel de Fibras de Média Densidade.

As chapas de MDP e MDF são usadas como matérias-primas para fabricar móveis e são aglomerados obtidos a partir de madeira e resina, principalmente de pinus e eucalipto. A principal diferença entre eles é a técnica utilizada no momento de sua fabricação e é isso que vai determinar seu uso.

No MDP o painel é um aglomerado constituído e partículas de madeira aglutinadas entre si com resinas ureicas, usando temperatura e alta pressão (três camadas de partículas de madeira, uma grossa no meio e duas finas nas superfícies). No caso do MDF as placas de madeira são coladas umas sobre as outras com resinas sintéticas e aditivos (uma mistura de fibra de madeira e resinas), e fixadas por pressão.

Qual a diferença entre MDP e MDF
Qual a diferença entre MDP e MDF? Qual o melhor?

Qual a finalidade do MDP e do MDF?

O MDP é mais indicado para peças retas como prateleiras, portas. Já o MDF pode ser modificado para receber formas arredondadas, permite entalhes e usinagens em baixo relevo. Além disso tem grande capacidade de absorção de tintas sendo possível ainda a aplicação de revestimentos laminados plásticos.

Existem móveis que utilizam os dois materiais em sua composição.

Qual o melhor MDP ou MDF?

Como explicado acima, os dois são ótimos materiais usados para fins diferentes, não tem um melhor. Vai depender do uso e custo-benefício.

Como o MDP tem mais poros vai absorver mais tinta podendo ficar irregularidades na superfície, já o MDF permite finalização em laca, técnica de que usa pistola de pintura com efeito de base e deixa um acabamento liso e uniforme, sem manchas.

Eles são resistentes à água e à cupins?

Não, eles não são totalmente à prova d’água e não são totalmente resistentes à cupins.

O contato constante com a água pode fazer com que as fibras da madeira inchem, isso acontece com qualquer tipo de chapa de maeira. A umidade também pode causar aparecimento de fungos, mofo. Por isso os móveis feitos com estas placas precisam ser completamente revestidos, principalmente os que forem colocados em cozinhas e banheiros. O MDF é mais propenso ao inchamento que o MDP.

No caso dos cupins também não são imunes. Os cupins são mortos no momento da fabricação das placas pois é usada alta temperatura, mas se elas forem armazenadas de maneira errada, poderão sim ser atacadas pelos cupins, deve-se ter cuidado.

Qual a durabilidade do MDF e do MDP?

A durabilidade do móvel não está relacionada à matéria-prima utilizada, mas sim aos cuidados que se deve ter com o mesmo. Não existe tempo específico de durabilidade do MDF e do MDP, os cuidados que você precisa ter com o móvel são:

  • Mantenha longe de água, pode inchar e mofar;
  • Evite exposiçã ao sol, pode causar manchas e mudança na madeira;
  • Evite alta umidade, pouca luz, pouca ventilação, pois pode aparecer cupins, se possível dedetize a casa;
  • Evite batidas no móvel que podem causar rachaduras;
  • Evite excesso de peso pois pode empenar, principalmente MDF;
  • Nunca passe solventes como querosene e outros e produtos abrasivos como saponáceos e esponjas de aço, irá causar danos irreversíveis. Limpe apenas com flanela ou pano umidecido com água e detergente neutro (sem encharcar).

MDP é o mesmo que a antiga madeira aglomerada?

Muitas pessoas ficam com esta dúvida, mas não é o mesmo material. O MDP tem características próprias e a qualidade é melhor do que as antigas madeiras aglomeradas, com desempenho técnico superior e melhor acabamento, justamente pelas novas técnicas criadas para sua fabricação. Suas camadas superficiais têm maior homogeneirdade de partículas que os antigos painéis aglomerados.

O aglomerado de madeira é uma chapa de madeira com miolo composto por resíduos de madeira como pó e serragem, cola e resina. Ele é passado pela prensa e transformado no painel. Não possui acabamento e são de qualidade inferior, não sendo possível uso de pregos e parafusos, pois pode rachar.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.