Alimentos que “pode” comer mofado


Quais alimentos “pode” comer mofado? Colocamos o pode entre aspas pois deve-se ter muito cuidado ao comer comida mofada, alguns tipos de mofo contêm o composto tóxico micotoxinas que podem causar problemas gravíssimos de saúde inclusive infecções. Neste post falaremos sobre alguns alimentos em que você pode remover o mofo e comer ou comer com o mofo mesmo, que são chamados mofos “do bem” como os dos queijos Roquefort, Gorgonzola etc.

Alimentos que “pode” comer mofado

Todos alimentos especificados aqui foram analisados e compilados pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), como uma forma das pessoas aprenderem mais sobre o perigo nos alimentos mofados.

Salames e presuntos curados por secagem

Alguns salames possuem uma camada branca de mofo que é um tipo benigno de fungo que ajuda a curar o salame e preservar contra bactérias. Mas tem que ser o mofo branco e liso, se tiver qualquer outra coloração ou com filamentos/pelos ou pegajoso são perigosos.

Alguns presuntos com cura por secagem também apresentam mofo em sua superfície.

Em qualquer um dos casos, tanto no salames quanto nos presuntos curados, remova o mofo da superfície antes de comer.

Vegetais firmes (repolho, pimentão, cenoura etc)

Vegetais que possuem consistência firme, densa, como a cenoura, batata, pimentão e outros, podem ser comidos se tiver uma parte mofada, pois o mofo não consegue penetrar neles.

Alimentos que pode comer mofado
Lista de alimentos que pode comer mofado

Mas você precisa remover a parte mofada cortando pelo menos 2,5 cm em volta do local mofado. Não encoste a faca no mofo! Senão você irá contaminar outras partes do alimento.

Queijos duros

Queijos duros são aqueles em que o mofo não é adicionado no processo de fabricação, por exemplo, queijo parmesão, minas curado, Grana Padano, provolone e outros. É o mesmo caso dos vegetais duros, o mofo não consegue penetrar muito fundo.

Mas antes de comer, corte 2,5 cm em volta do local mofado e não deixe encostar a faca no mofo! Senão irá contaminar o resto do queijo.

Embale estes queijos com filme plástico.

Queijos feitos com mofo

Atenção! Em queijos como Roquefort, Blue Cheese, Gorgonzola, Brie, Camembert e outros, nos quais o mofo é adicionado no processo de fabricação, você só deve comer se o mofo que estiver no queijo for somente o mofo que foi adicionado no queijo na fabricação. Outros tipos de mofos podem ser perigosos!

  • Queijos macios feitos com mofo (Brie, Camembert) – descate se encontrar mofo que não é parte da fabricação;
  • Queijos duros feitos com mofo (Gorgonzola, Blue Cheese) – corte 2,5 cm em volta do mofo sem tocar com a faca!

Alimentos que não pode comer com mofo

Como falado anteriormente, queijos macios feitos com mofo que apresentarem mofo que não seja próprio da fabricação, devem ser descartados! Outros alimentos que você nunca deve comer mofado são:

  • Frios (presunto, peito de peru), bacon e salsichas – descarte caso tenha mofo, são alimentos com alto teor de umidade, o mofo penetra facilmente em seu interior e ainda pode conter bactérias, não tem como remover;
  • Restos de comida e carne de aves – descarte, são comidas com alto teor de umidade e poderão estar contaminados abaixo da superfície, além disso podem conter bactérias com o mofo;
  • Ensopados, guisados, cozidos – descarte, são alimentos com alto teor de umidade, o mofo já terá impregnado seu interior e pode conter bactérias junto;
  • Grãos cozidos (arroz, feijão e outros) – descarte, mesmo problema da umidade, o mofo poderá ter penetrado no alimento junto com bactérias;
  • Queijos macios (cottage, cream cheese, Chevre, Neufchâtel e outros) – descarte em caso de mofo, como são macios o mofo penetra facilmente no interior (pode ter bactérias junto) e não tem como visualizar, pior ainda se estiver fatiado, triturado ou ralado;
  • Iogurte e creme azedo – descarte, alimento com alto teor de umidade, além do mofo pode ter bactérias não visíveis em seu interior;
  • Geléias e gelatinas – descarte pois o mofo poderá estar produzindo micotoxinas, não tente nem remover uma parte para comer a outra, é muito perigoso;
  • Frutas e vegetais macios (pepino, pêssego, tomates etc) – como são macios o mofo penetra facilmente em seu interior e não é visível a olho nu;
  • Pães e assados – descarte, alimentos com poros ficam contaminados por baixo da superfície não sendo visível a olho nu;
  • Manteiga de amendoim, legumes e nozes – descarte, comida processada sem conservantes criam mofos perigosos para saúde. É importante ter cuidado com os grãos, principalmente os vendidos a granel, pois as micotoxinas são encontradas principalmente neles.

Como prevenir o mofo nos alimentos?

Limpeza

A limpeza é vital para o controle do mofo. Limpe sua geladeira a cada dois ou três meses usando bicarbonato de sódio (uma colher de sopa em 1 litro de água). Se já tiver mofo visível esfregue o local com bicarbonato, enxágue e seque com pano seco. Caso tenha aparecido nas borrachas de vedação, você pode misturar três colheres de chá com um litro de água e passar apenas nas borrachas, tenha cuidado para não passar em outras partes.

Apesar dos mofos preferirem temperaturas mais mornas, eles podem se propagar na geladeira. Eles também toleram sal e açúcar, por isso podem aparecer dentro da geléia na geladeira ou em carnes salgadas.

Mantenha seus panos de prato, toalhas, esponjas e esfregões sempre limpos, se tiver um pouco de mofo neles, pode contar que este mofo está se espalhando para outras coisas.

Armazenagem

É muito importante guardar os alimentos corretamente para que o mofo não se propague.

  • Ao servir comida, cubra para evitar expê-la aos esporos do mofo que estão no ar, use filme plástico inclusive em frutas e vegetais abertos;
  • Ao abrir enlatados, esvazie passando o conteúdo para uma vasilha com tampa e deixe na geladeira;
  • Nunca deixe alimentos perecíveis fora da geladeira por mais de duas horas;
  • Coma as sobras de comidas dentro de três a quatro dias, assim não dá tempo do mofo crescer.

Tente comprar pouca comida, assim você irá comer antes de dar tempo para o modo propagar.

Coloque na porta da geladeira apenas condimentos e manteiga, evite colocar outros alimentos perecíveis, pois a porta é mais quente que a parte interna.

Como o mofo cresce na comida e quanto tempo leva para ele aparecer?

O mofo contamina seu alimento pelos esporos que são carregados pelo ar. Quando os esporos caem na comida, criam raiz e crescem como uma planta, até que ficam visíveis ao olho nu. Eles continuam crescendo, quando amadurecem, produzem novos esporos que são liberados no ar, continuando o ciclo.

O tempo que o mofo vai levar para crescer depende do tipo de mofo, da comida onde ele está crescendo, da temperatura local e umidade do ambiente. Algumas espécies de bolores crescem em questão de dias nas frutas que ficam fora da geladeira, quando em temperaturas quentes e úmidas como o verão. Outras espécies preferem alimentos com menos água que estão dentro da geladeira e podem demorar semanas para aparecerem.

Quais os tipos de mofo de comida?

Os mofos em alimentos podem ter as seguintes cores:

  • Preta – podendo ser tóxicos como o Stachybotrys chartarum ou não, como o Rhizopus stolonifera, que aparece em pães, geladeira e outros locais;
  • Rosa – como Aureobasidium e Fusarium que costumam aparecer em pães, produtos lácteos e carnes, podem causar infecções respiratórias e gastrointestinais;
  • Branca – normalmente aparece por fora dos queijos, cerejas e outras frutas, alguns mofos de outra cor podem aparentar serem brancos mas quando os esporos crescem apresentam sua cor verdadeira;
  • Verde – como o Cladosporium, que normalmente aparece em pães e frutas, é um bolor que causa irritação principalmente em pessoas alérgicas, levando à problemas respiratórios e até vômito;
  • Laranja – como o Aleuria aurantia, com textura pegajosa, podem causar problemas respiratórios e podem conter bactérias;
  • Vermelha – como o Neurospora que não é perigoso, mas normalmente está junto de outros que produzem micotoxinas;
  • Azul – é um bolor comum do pão e também cultivado para fazer blue cheese, são do gênero Penicillium, alguns não são perigosos e outros são e produzem micotoxinas.

Em qualquer um dos casos descarte o alimento. Não arrisque, a não ser nos tipos especificados no início do post.

Como descartar a comida mofada?

Nunca cheire o mofo pois os esporos podem causar problemas respiratórios indo para seu pulmão! Para descartar coloque dentro de saco de papel ou plástico, feche bem e coloque no lixo da cozinha ou lixo comum da casa, onde crianças e cachorros não possam pegar.

Se o alimento mofado estava dentro de algum utensílio, lave muito bem pois o mofo propaga para outras coisas. Se for muito mofo coloque um pouco de água sanitária para ajudar.

Conclusão

Agora que você sabe quais alimentos que “pode” comer mofado, tenha muito cuidado ao se deparar com o mofo. Tome as precauções como explicado no início, removendo a parte mofada para não correr riscos de saúde. Evite comer alimentos mofados, tenha os cuidados necessários para evitar os mofos pela casa.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.